quinta-feira, 6 de março de 2014

Britânico de 13 anos constrói reator de fusão nuclear



Jamie Edwards, um adolescente britânico de apenas 13 anos, tornou-se o cientista nuclear mais novo da história ao ter conseguido construir um reator de fusão nuclear, na escola, superando o recorde anterior, que era detido pelo americano Taylor Wilson, de 14 anos, desde 2008, noticiaram os jornais 'ABC' e 'Daily Mail'.

O feito conseguido por Jamie só foi possível graças à sua escola, a Penwortham Priory Academy, em Lancashire, no Reino Unido, a qual lhe disponibilizou um orçamento de 3 350 dólares (cerca de 2 500 euros) para que ele realizasse o projeto com o auxílio de professores. Para isso, necessitava de materiais menos comuns, como, por exemplo, uma câmara de vácuo ou uma barra de alumínio.

O jovem trabalhou arduamente no projeto, ocupando todo o seu tempo livre a desenvolvê-lo. Durante o processo, o "cientista nuclear amador", como ele se autointitula, foi dando conta de todos os passos no seu blogue. Um dos maiores obstáculos que teve de enfrentar foi localizar e fechar fugas na câmara de vácuo, mas também alguma relutância dos professores com quem trabalhava, refere um artigo hoje publicado pelo diário espanhol 'ABC'.

Jamie deu a notícia sobre o seu reator de fusão nuclear - que assenta na ideia extrair energia da junção de átomos -, a poucos dias de fazer 14 anos, notou o jornal britânico 'Daily Mail'. No último post do seu blogue, Jamie escreveu: "Terminei ontem [quarta-feira dia 5 de março] o reator (...) às 11.30. Só estou à espera que o fusor.net confirme que consegui mesmo uma fusão. Mas olhando para os resultados, eu diria que sim".