sábado, 8 de agosto de 2015

Restos de mamute pré-histórico descobertos na Suíça


Os restos de um mamute com cerca de 20 mil anos foram descobertos numa área de construção de um escritório no centro da Suíça.

"Trata-se de uma descoberta muito fascinante, porque o último mamute encontrado - no Cantão de Zug, no centro da Suíça - foi há 50 anos", disse a representante do departamento arqueológico do Cantão, Renata Huber.

Durante a construção de um escritório, no final de junho, "a escavadora trouxe à superfície parte de uma presa enorme", acrescentou, referindo que depois de especialistas do governo local terem sido chamados, foram ainda "descobertos vários ossos, mas sem ser em número suficiente para reconstruir a totalidade da carcaça".

"Não ficou claro que se está na presença de um único animal", afirmou Renata Huber, indicando que a descoberta não é tão significativa como as anteriores, feitas em Zurique, que permitiram aos especialistas recriar uma carcaça completa.

Os arqueólogos vão agora tentar datar as partes encontradas, enquanto no local prosseguirão as investigações para encontrarem mais ossos.

O achado "não trará, provavelmente, nova luz sobre o tipo de espécies da era pré-histórica que outrora habitaram a terra que hoje se chama Suíça", no entanto, referiu Renata Huber, "o significado da descoberta não deve ser desvalorizado".

"Para um arqueólogo, isto representa uma oportunidade única", concluiu.