quinta-feira, 23 de junho de 2011

Criação de cobras são um autêntico negócio em cidade chinesa



Zisiqiao, uma cidade aninhada na vasta terra da província de Zhejiang, China, esconde um segredo mortífero. Em casa de cada família de agricultores, os visitantes deparam-se com milhares e milhares de algumas das criaturas mais temidas do mundo: cobras, muitas delas venenosas, conta a Reuters.

Cobras, víboras e pitões estão por todo o lado em Zisiqiao, conhecida como a cidade das cobras, onde os reptéis são criados para servirem de alimento e para a medicina tradicional chinesa, o que contribui para a dinamização da economia local.

“Sendo a principal cidade da China onde se criam cobras, é impossível criar apenas uma espécie de réptil”, explica Yang Hongchang, um agricultor de 60 anos que introduziu a criação de cobras naquela cidade há algumas décadas atrás. “Estamos a investigar diversas espécies de cobras e métodos para criá-las”.

Em 1985, Yang começou a vender cobras que capturava aos vendedores de animais. Contudo, rapidamente ficou preocupado com o facto de as cobras selvagens poderem extinguir-se e começou a investigar formas de as reproduzir em cativeiro. Em apenas três anos, fez uma autêntica fortuna e vários outros agricultores decidiram seguir-lhe os passos. Actualmente, mais de três milhões de cobras são criadas na cidade por cerca de 160 famílias de agricultores.

As cobras são reconhecidas pelas suas propriedades medicinal pela medicina tradicional chinesa e são também utilizadas na sopa e no vinho para fortificar a imunidade das pessoas.

Yang Hongchang abriu a sua própria empresa para dinamizar o negócio e criar a sua própria marca, ao mesmo tempo que desenvolve novas investigações para começar a produzir mais produtos, que vão desde cobras secas, a vinho e pó de cobra. Inicialmente, o método de reprodução consistia em colocar machos e fêmeas juntos, mas as pesquisas permitem agora seleccionar as melhores fêmeas, qual a melhor dieta alimentar e como incubar os ovos, de modo a garantir altas taxas de sucesso.


Sem comentários:

Publicar um comentário