terça-feira, 11 de julho de 2017

Mais exorcistas a norte do país


Exorcismo consiste num ritual feito por um padre para expulsar o demónio


Exorcismo

Portugal tem seis padres autorizados a realizar esta prática.

À exceção das dioceses de Lamego e de Lisboa, todo o interior Norte e Centro, e toda a região Sul do País, não têm um único padre autorizado pela Igreja Católica para a realização de exorcismos. Atualmente, há seis sacerdotes cuja prática está devidamente reconhecida em Portugal, quatro estão a norte de Lisboa. 

Assim, a lista atual indica que a diocese de Lamego tem um padre exorcista - Duarte Sousa Lara, conhecido por falar abertamente do ritual católico -, as dioceses de Braga, Porto e Coimbra têm, cada uma, um sacerdote e a capital soma dois exorcistas oficiais. 

Mas em Lisboa esta é uma realidade relativamente recente. A nomeação destes dois sacerdotes foi concretizada por D. Manuel Clemente, quando assumiu o Patriarcado, em julho de 2013. Completou no dia 6 de julho quatro anos no cargo. 

Ao que o CM apurou, a falta de exorcistas no País - existem 15 dioceses sem estes padres - deve-se ao facto de os bispos não autorizarem nomeações por dois motivos: uns porque não acreditam na figura do demónio, outros porque não encontram pessoas qualificadas para cumprir estes ritos. 

SAIBA MAIS 

 90 

No exorcismo, são rezadas várias orações, recita-se o Salmo 90 e o Evangelho. Mostra-se um crucifico ao exorcizado. 

Oração final 

No final, o padre ordena a saída do demónio: "Eu te esconjuro, Satanás, inimigo da salvação humana. Reconhece a justiça e bondade de Deus Pai, que condenou com justo juízo a tua soberba e inveja. Afasta-te deste servo de Deus, que Deus formou à sua imagem, enriqueceu com os seus dons e adotou como filho da sua misericórdia." 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...