sábado, 14 de maio de 2016

Arte pré-histórica em caverna da Bavária pode não ter sido feita por humanos

Arte não feita por humanos

Uma nova pesquisa concluiu que linhas enigmáticas de 16.000 anos, encontradas em caverna da Bavária, mostrando o que parecem ser órgãos sexuais, não foram feitas por humanos, como se acreditava anteriormente.

Especialistas acreditavam que as misteriosas linhas eram os exemplos mais antigos de arte da idade da caverna, mostrando um órgão feminino e outro masculino. Porém, novos estudos revelaram resultados surpreendentes que levaram os pesquisadores a concluírem que seres humanos não foram responsáveis pela misteriosa arte da caverna.

A descoberta que foi feita na caverna Mäanderhöhle de 75 metros de extensão, na Bavária, foi considerada por muitos como uma descoberta fantástica, quando pesquisadores encontraram centenas de linhas que acreditava-se serem os exemplos mais antigos de símbolos de fertilidade.

Além das misteriosas linhas, a caverna Mäanderhöhle apresenta um número de depósitos minerais esféricos, conhecidos como ‘nuvens de caverna’, os quais formam uma rocha muito similar às estalactites e estalagmites.

Em 2005, os pesquisadores que encontraram as linhas acreditavam que elas teriam sido criadas por humanos que utilizaram ferramentas afiadas na superfície das ‘nuvens de caverna’. Eles estudaram as linhas e publicaram um relatório onde interpretaram-nas em seu estudo preliminar, sugerindo que a arte foi feita entre 14.000 e 16.000 anos atrás, criadas por humanos que desenharam órgãos digitais e figuras abstratas de humanoides.

Porém, um estudo posterior foi necessário.

“O relatório preliminar requereu uma maior investigação científica”, diz Julia Blumenröther, que liderou o novo estudo.

Para alcançar uma conclusão sobre as enigmáticas pinturas de caverna, Julia Blumenröther e seu parceiro de projeto do Museu Neandertal em Mettmann foram apoiados pelo Gabinete de Estado da Bavária para a Preservação de Momumentos Históricos. A equipe examinou mais de 130 linhas, as quais acreditava-se teriam sido criadas por humanos.

“Se estas linhas fossem feitas por humanos, haveria uma clara evidência de ferramentas da Idade da Pedra, bem como representações similares em outros locais”, explica o Dr. Andreas Pastoors, um especialista em arte da Idade da Pedra, do Museu Neandertal.

Com a ajuda de uma extensiva gama de métodos arqueológicos, Julia Blumenröther documentou e analisou as linhas na caverna Fanconian Superior. Além dos métodos clássicos, Julia Blumenröther usou varreduras de microscopia digital e de luz-estrutura 3D, o que a ajudou a examinar a real profundidade e o formato das linhas.

Para compreender o que ela estava examinando, a jovem pesquisadora comparou as imagens digitais mostradas nas seções de corte e a direção das linhas com as linhas esculpidas em diferentes cavernas, e as linhas recriadas em laboratório.

Após um exame extensivo, ela concluiu que os humanos não teriam criado as misteriosas linhas.

“A análise científica mostra que os cursos e as seções de corte de todas as linhas contradizem a hipótese de que elas terias sido feitas por humanos usando objetos afiados e duros. Além disso, nenhuma das 138 linhas mostra qualquer tipo de tema conhecido da Idade da Pedra”, diz Blumenröther.

A reportagem não explicou quem poderia ter feito os desenhos, já que não foram os humanos.

fonte: Ovni Hoje

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...