segunda-feira, 2 de maio de 2016

Mulher morre tentando localizar monstro de Pope Lick


Uma mulher de 26 anos morreu quando procurava o mítico monstro de Pope Lick, no Kentucky (EUA). Segundo a lenda urbana, um bicho meio-humano, meio-bode hipnotiza as pessoas, obrigando elas a se jogarem debaixo de um trem.

Raquel Bain, da cidade de Dayton (estado de Ohio) estava na cidade de Louisville (estado de Kentucky) com o namorado quando ouviram a lenda sobre o mítico animal. O casal decidiu examinar o local em Louisville onde se acredita que a criatura viva, disse o médico Jack Arnold, de acordo com KLTV.

Segundo os habitantes locais, o animal vive debaixo de uma antiga ponte de estrada de ferro e pode hipnotizar os visitantes e fazê-los se jogar debaixo do trem. 

Bain e seu namorado estavam passeando na ponte estreita, de 25-30 metros de altura, quando apareceu o trem surpreendendo-os. Eles perceberam que não ia dar tempo para atravessar a ponte e decidiram se pendurar de um dos lados da estrutura, disse Arnold de acordo com KLTV.

Bain não se afastou suficientemente rápido e foi colhida pelo trem, caindo da ponte. Ela morreu de ferimentos múltiplos, disse o médico. O namorado sobreviveu sem ferimentos. 

As autoridades acreditam que eles não tinham consumido álcool ou drogas. O departamento de homicídios da polícia de Louisville está investigando a morte da mulher. Ela trabalhava como enfermeira, de acordo com um crachá encontrado em sua bolsa, disse o jornal Courier. 

Muitos acreditam que a ponte de Pope Lick está abandonada, mas a residente da cidade, Michelle Burns, disse à KLTV, que vê trens cruzando-a de meia em meia hora.

"Se você ficar no meio da ponte quando o trem está chegando, não dá tempo para atravessá-la. Você tem que ou saltar ou correr rápido para sair”, acrescentou a residente Denise Harris. 

O casal tinha reservado um passeio em Waverly Hills, um sanatório abandonado em Louisville, que hospedava pacientes com tuberculose no século 20. 

Muitos acreditam que no local existem fantasmas e oferecem visitas guiadas, durante as quais os visitantes podem detectar atividades paranormais.

fonte: Sputnik