terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Incrível geoglifo de 6 mil anos, feito por crianças, é o mais antigo do mundo


O magnífico geoglifo dos Montes Urais, na Rússia, foi descoberto graças a imagens tiradas do espaço, e estudos recentes confirmam que ele tem 6 mil anos de idade, o que o torna o mais antigo do mundo, sendo muito anterior às famosas linhas de Nasca, do Peru. 

Localizado próximo ao lago Zyuratkul, nos Montes Urais, ele se estende por 275 metros e representa um animal com quatro patas, chifres e um focinho comprido.

Em torno da construção desse alce gigante, feito com pedras, também surgiram, desde sua descoberta, em 2011, inúmeros enigmas e algumas certezas surpreendentes. Não se sabe com que objetivo foi feito nem de que maneira. 

O que se descobriu, graças ao estudo de 155 ferramentas encontradas no geoglifo e foi uma grande surpresa para os próprios pesquisadores, é que de sua construção participaram muitas crianças, no que parece ter sido um trabalho comunitário de grande escala. 

De acordo com os especialistas, as crianças não teriam sido utilizadas como mão de obra escrava, mas participaram da construção como uma forma de compartilhar com os adultos uma experiência de valores comuns.

O fator enigmático do caso é que semelhante obra comunitária, de grande envergadura e sofisticação, não corresponde às suposições que se tem em relação à da população que habitava a região, no Período Neolítico, formada por pescadores e caçadores sem estrutura social. 

Desse modo, a identidade da sociedade de construtores e seu objetivo continuam sendo um mistério. Mas, em breve, serão feitas escavações na área para tentar dar resposta a essas perguntas, que suscitam um novo e apaixonante enigma na história da humanidade.

fonte: History