quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Turistas invadem vila em busca de 'garagem alienígena'


Uma vila francesa está a ser invadida por caçadores de OVNIS, por pessoas que querem fugir ao Apocalipse e por indivíduos que acreditam que ali repousa o tesouro dos Templários, o Santo Graal.

De acordo com a avaliação desses grupos esotéricos, vários «mistérios» envolvem a montanha.

Um dos rumores é o de que OVNIS teriam sido vistos no local e que o pico de Bugarach, com 1.2 mil metros, seria uma «garagem de discos voadores».

O topo da montanha teria «estranhas cavidades» que abrigariam uma base subterrânea para naves espaciais, que alguns afirmam ter visto aterrar no local.

Na Internet, circulam rumores de que satélites espiões franceses estarão a monitorizar essas cavernas na montanha. Noutros sites, afirma-se que os aviões não podem sobrevoar a área porque os instrumentos de voo ficariam desregulados. Acreditam estes estudiosos dos OVNIS que o ex-presidente François Mitterrand terá visitado a montanha secretamente.

Bugarach tornou-se num lugar de refúgio de grupos esotéricos, para além dos caçadores de OVNIS, também as pessoas que temem o Apocalipse - que de acordo com o calendário Maia ocorrerá em 2012 - procuram refúgio no vilarejo rural, que possui apenas cerca de 200 habitantes.

O autarca da vila francesa, que se situa no sudoeste da França, próxima da fronteira com Espanha, confessa que «estão preocupados», porque vêm «na Internet que há doidos que prevêem o fim do mundo em 2012 e dizem que Bugarach é o lugar para onde as pessoas devem ir para se salvar»

Ao jornal L Indépendant, o autarca disse que «inúmeras pessoas, franceses e estrangeiros, já alugaram casas» naquele lugar que consideram como «mágico» e «sagrado» e e formam já uma pequena comunidade.

Sigrid Benard, gerente da Casa da Natureza, uma estalagem da vila, atesta que «antes, 72% da minha clientela era de pessoas que faziam caminhadas na montanha. Hoje, 68% são visitantes ligados ao esoterismo».

Os moradores e as autoridades locais não gostam deste tipo de turismo que choca a população com algumas das suas práticas, nomeadamente com o ritual de rezar nus na montanha.

O presidente da câmara Bugarach diz que não descarta a possibilidade de vir a pedir ajuda ao exército francês para cercar o vilarejo se o fluxo de pessoas que continuar a aumentar, avança a BBC.

fonte: Sol

Sem comentários:

Publicar um comentário