sábado, 29 de setembro de 2018

Após briga, dormiu como anjo: africano passou 4 dias com lâmina cravada na cabeça

Faca

O homem precisou realizar uma operação para remover uma lâmina de 10 cm de seu crânio, após ser atingido durante uma briga que se envolveu enquanto estava bêbado.

Os exames mostram a lâmina dentro da cabeça do homem, logo atrás do nariz. O sul-africano, de 25 anos de idade, foi ao hospital na manhã de domingo por sofrer um ferimento na noite anterior após ajudar seu amigo em uma briga.


© FOTO: BMJ INTERNATIONAL PR Sul-africano com faca crava na cabeça

O homem sentiu apenas uma dor de cabeça e dor ao mover o olho esquerdo. Após a lâmina ser removida com sucesso, o paciente disse ser sortudo por estar vivo. Ele ainda aconselhou para que pessoas não briguem ou portem facas, segundo artigo publicado pela The Sun.

O incidente ocorreu em Johanesburgo, onde tudo começou com uma discussão, passando para uma briga e terminando em um conflito armado, onde o homem foi atingido próximo ao olho por uma arma branca.


© FOTO: BMJ INTERNATIONAL PR Sul-africano com faca crava na cabeça

Segundo a vítima, naquele momento ninguém notou o que havia ocorrido, tanto é que, após o acontecimento, o homem foi dormir. Ao acordar no dia seguinte, ele sentia dor de cabeça e no olho esquerdo. Após insistência de seus amigos, o homem resolveu ir ao hospital, onde descobriu o que tinha acontecido.

Como é possível ver no Raio-X, a faca penetrou profundamente sua cabeça. Os médicos explicaram que o homem sobreviveu devido ao fato de a faca não ter atingido artérias importantes. Além disso, o homem passou quatro dias com o objeto no crânio devido à burocracia, após esse período, o homem conseguiu passar pela operação.

Ele ainda reconheceu que a briga poderia ter ocasionado sua morte, mudou o ponto de vista sobre a vida e passou a pensar duas vezes antes de fazer algo, afirmando ser um herói enquanto luta contra uma faca ou uma arma de fogo.


© FOTO: BMJ INTERNATIONAL PR Sul-africano com faca crava na cabeça

A operação foi um sucesso e os médicos ainda colocaram pontos em seu olho para proteger a córnea durante o procedimento. O paciente foi liberado dois dias depois por não apresentar nenhuma complicação.

fonte: Sputnik News

Sem comentários:

Publicar um comentário