quinta-feira, 4 de maio de 2017

Amizade ou escravidão: o que humanidade pode esperar do encontro com extraterrestres?


O director de cinema, Ridley Scott, acredita que nossa galáxia seja habitada por centenas de diferentes seres vivos e que o encontro com um deles não vá ser nada favorável para a humanidade, comunica o Live Science.

"Quaisquer formas de vida extraterrestre, desenvolvidas ao ponto de alcançar a Terra, muito provavelmente, possuirão um fortíssimo intelecto e se comportarão agressivamente com a humanidade", acrescentou Scott, citado pelo Live Science

Segundo ele, nossa galáxia possui pelo menos de 100 a 200 populações extraterrestres. O estabelecimento de contacto com civilizações longínquas será o início do fim da história humana. 


If Aliens Visit, Don't Expect a Hollywood Ending, Ridley Scott Warns http://dlvr.it/P2sD8d

​Cientistas repudiaram as declarações de Scott. Por exemplo, Seth Shostak, astrónomo do projecto SETI, afirmou que a informação sobre o número de civilizações extraterrestres, expressa por Scott, não possui fundamentos científicos. 

Segundo Shostak, os primeiros sinais da Terra foram enviados ao espaço à 70 anos, sendo este tempo significativo para que civilizações extraterrestres os capturassem. 

Se existissem alienígenas, segundo Shostak, eles não estariam interessados em colonizar nosso planeta. Seria mais fácil para eles extrair todo o necessário de asteroides próximos a eles ao invés de visitar a Terra, planeta que se encontra demasiadamente longe. 

Por sua vez, Shostak concorda com Scott no que diz respeito ao facto de que alienígenas encontrarão a Terra, ao invés do contrário, pois seu nível de desenvolvimento tecnológico seria muito mais avançado do que o nosso.

fonte: Sputnik News