terça-feira, 16 de maio de 2017

Descoberta sepultura com 17 múmias no Egipto

Nova descoberta foi considerada "sem precedentes".

Nova descoberta foi considerada "sem precedentes". REUTERS/MOHAMED ABD EL GHANY

Os restos mortais, encontrados a cerca de 200 quilómetros do Cairo, remontam ao período greco-romano.

Uma equipa de arqueólogos egípcios descobriu 17 múmias, em catacumbas, na província de Minya, localizada a cerca de 200 quilómetros ao sul do Cairo. “Uma descoberta importante, sem precedentes", declarou Mohamed Hamza, responsável pelas escavações dirigidas pela Universidade do Cairo, citado pelo jornal El País.

A necrópole remonta ao período greco-romano, adiantou Mohamed Hamza, que afirma que o sítio arqueológico de Tuna el-Gebel, zona desértica onde foi descoberta, contém vestígios que datam desse período, entre os séculos III a.C. e III d.C.

As autoridades egípcias, que pretendem relançar o turismo no país dos faraós, têm, nos últimos meses, feito vários anúncios sobre a descoberta de novos vestígios arqueológicos. Segundo um comunicado do Ministério das Antiguidades, “as 17 múmias e alguns sarcófagos” estavam escavados em pedra ou argila.

Os arqueólogos que fizeram a descoberta explicam que as múmias não pertencem à antiga realeza egípcia. Foram ainda encontrados “caixões de animais” e “dois papiros escritos em demótico”, uma forma de escrita hieroglífica simplificada utilizada durante as últimas dinastias faraónicas no Egipto e até ao início da era romana.

As autoridades governamentais anunciaram ainda que, num campo vizinho, foram encontrados “templos funerários romanos esculpidos em barro”, nos quais existiam moedas e outros objectos domésticos.

O Egipto autorizou recentemente vários projectos arqueológicos na esperança de fazer novas descobertas numa altura em que o sector do turismo, um dos pilares da economia do país, está a ter dificuldades em recuperar, depois de vários ataques terroristas no ano passado.

Em Abril, o governo anunciou a descoberta de oito múmias perto da cidade de Luxor, no sul do país.

fonte: Público

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...