sábado, 2 de abril de 2016

Cientistas querem prever data da morte


Cientistas criam software para que cada um saiba quanto anos tem até chegar à última morada

Universidade inglesa quer criar software para fazer previsões. 

Para muitos, é o último segredo que desejam ver revelado, para outros uma questão essencial. E se pudesse saber o dia da sua morte? Um projeto da Universidade de East Anglia, em Inglaterra pretende responder a esta pergunta. Enfim, não com este rigor, mas a ideia é calcular com elevado grau de probabilidade quantos anos cada pessoa tem pela frente. 

Para tal, uma equipa de investigadores está a analisar os dados clínicos de 3,4 milhões de utilizadores do sistema nacional de saúde britânico para encontrar padrões. A informação, recolhida anonimamente, baseia-se nos registos de anos de consultas dos médicos do sistema público. 

A ideia é que as pessoas, ao indicarem as maleitas de que sofrem e o seu estilo de vida possam ter uma ideia do número de anos que, provavelmente têm pela frente. "Se tivermos mil pessoas com estilos de vida e condições semelhantes, podemos fazer uma média de quantos anos elas poderão viver" explicou Elena Kulinskaya, investigadora principal do estudo. "Pretendemos identificar fatores chave que influenciam a longevidade, incluindo estilos de vida, condições médicas, tratamentos e gestos como deixar de fumar. Estamos particularmente interessados em perceber como as doenças crónicas e o seu tratamento têm impacto na esperança de vida", acrescenta ao Daily Mail. 

O estudo vai durar quatro anos e os cientistas envolvidos defendem que este tipo de estimativas pode ajudar as pessoas a planearem as suas vidas, em coisas como decidir a idade da reforma ou fazer planos de poupanças.