quarta-feira, 20 de junho de 2018

Há uma assustadora planta gigante que causa queimaduras de terceiro grau


Se Hollywood quisesse fazer um filme sobre uma horrível invasão de plantas, a Heracleum mantegazzianum era uma ótima candidata ao papel principal. A planta, conhecida como “hogweed”, pode causar queimaduras de terceiro grau.

A gigante hogweed, listada como nociva em, pelo menos, oito estados norte-americanos, foi vista na Virgínia pela primeira vez na semana passada. De acordo com a Universidade Tecnológica da Virgínia, nos Estados Unidos, cerca de 30 destas plantas foram encontradas no condado de Clarke.

Os moradores locais ficaram muito assustados e foram alertados para se manterem atentos, devido à probabilidade de a hogweed voltar a fazer uma visita.

Nativa da região do Cáucaso, na Europa oriental e Ásia ocidental, a planta parece uma versão enorme da hogweed comum, que é benigna. No entanto, pelo contrário, a Heracleum mantegazzianum pode causar queimaduras graves na pele, mesmo se uma pessoa apenas se encostar aos seus galhos.

As cerdas presentes nos galhos da planta emitem uma seiva desagradável que irrita a nossa pele, causando severos danos através da exposição à luz solar e aos raios ultravioleta. As pessoas que entram em contacto com a hogweed ganham bolhas enormes na pele que podem deixar cicatrizes e sensibilidade à luz durante vários anos.


Today I helped ID VA’s first giant hogweed population! Its sap causes severe burns. One plant was found in Clarke County. Report sightings to your extension agent! ID help: https://on.ny.gov/2JHzLKy  Thanks to @herbariumkeeper and @VTAgWeeds  for ID help and report!

Esta planta é um autêntico monstro disfarçado. A sua aparência pode até não demonstrar que a hogweed é perigosa, mas esta planta pode crescer mais de quatro metros, espalhando as suas folhas gigantescas e produzindo aglomerados de flores brancas em forma de guarda-chuva.

Na Grã Bretanha, a hogweed foi utilizada como planta “ornamental” de jardim, no século XIX. Apenas algumas décadas depois, a hogweed foi também introduzida na América do Norte, copiando assim o erro cometido pela Grã Bretanha. Desde então, trava-se uma dura batalha de modo a deter a marcha invasiva desta terrível planta.

Evitar a disseminação desta planta não é uma tarefa fácil. As suas sementes (e cada exemplar de hogweed pode ter milhares) permanecem viáveis no solo durante vários anos.

“Em alguns casos, uma infestação de hogweed gigante é melhor controlada se for usado um plano de ataque de dois, três ou mesmo quatro frentes”, explica o Departamento de Conservação Ambiental de Nova York.

Os métodos envolvem cortar as raízes da planta, remover as cabeças das sementes, destrui-las quando ainda são pequenas e usar herbicida. E é claro: nada disto é possível fazer sem equipamentos de proteção.

fonte: ZAP