domingo, 3 de junho de 2018

Análise de sangue deteta cancro anos antes de começarem os sintomas


Chamam-lhe o "Santo Graal" da investigação sobre as doenças oncológicas e percebe-se porquê: trata-se de um teste ao sangue capaz de detetar 10 tipos de cancro anos antes de a pessoa ficar efetivamente doente

A biópsia líquida deteta minúsculas frações de ADN libertadas pelas células cancerígenas para a corrente sanguínea, tornando-se assim eficaz a detetar a doença muito antes dos primeiros sintomas. O teste vai ser apresentado no maior encontro de oncologistas do mundo, que decorre este fim-de-semana em Chigaco, EUA.

No estudo, liderado pelo Instituto Taussig da Clínica de Cleveland, Ohio, esta análise mostrou-se capaz de detetar traços genéticos de vários tipos de cancro, incluindo o da mama, do pâncreas e do ovário.

Os investigadores acreditam que a descoberta pode modificar drastricamente a luta contra o doença.

"Este é, potencialmente, o 'Santo Graal' da investigação do cancro, encontrar cancros que são atualmente difíceis de curar no seu início, quando são mais fáceis de tratar", congratula-se Eric Klein, o investigador que liderou o estudo. "Esperamos que este teste salve muitas vidas."

A investigação analisou os casos de mais de 1600 pessoas, das quais 749 não estavam doentes na altura do estudo e 878 que tinham acabado de ser diagnosticadas.

Foi nos cancros do pâncreas, do ovário, do fígado e da vesícula que o teste se revelou mais eficaz, encontrando os sinais precoces da doença em, pelo menos, quatro em cada cinco doentes. A taxa de correção no caso dos linfomas e mielomas foi ligeiramente inferior, na casa dos 77% e 73% respetivamente. No caso do cancro do intestino, a análise permitiu diagnosticar precocemente dois em cada três pacientes. No cancro do pulmão a taxa de deteção foi de 59%, e nos da cabeça e pescoço de 56 por cento.

fonte: Visão