sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Misterioso monumento de pedra com 1500 anos desenterrado no Cazaquistão


Os arqueólogos desenterraram um enorme conjunto de pedras perto do Mar Cáspio, no Cazaquistão. A estrutura é semelhante à de Stonehenge, na Grã-Bretanha, com lajes esculpidas com motivos ainda por decifrar.

O monumento cobre uma área de 120 hectares junto ao Mar Cáspio e é constituído por numerosas pedras, cada uma com tamanho diferente, com a mais pequena a medir 4 metros de altura e largura e a maior 24 metros de altura por 34 metros de largura.

As decorações estão em relevo, algumas têm imagens de guerra e animais, revelam os arqueólogos do Cazaquistão e da Rússia, no trabalho publicado numa revista da especialidade.

Mas quem fez esta construção e para quê?

A equipa ainda não tem certezas, mas tem suspeitas. Terá sido construída por uma tribo nómada na altura em que o Império Romano estava em declínio. Naquela zona, só havia uma hipótese: os Hunos, uma tribo nómada que pilhava e saqueava todos os locais por onde passava, da Europa de Leste à Ásia Central, durante centenas de anos entre os século I e VII d.C..

"O avanço dos Hunos obrigou vários grupos étnicos na estepe euro-asiática a fugir", relembram os cientistas. Por isso há ainda a hipótese de estas pedras terem sido obra de outras populações que viviam nas terras de onde foram expulsas pelos Hunos.

Os arqueólogos têm ainda muito trabalho pela frente para conseguir responder às várias questões que estas pedras "colocam".

fonte: SIC Noticias