sexta-feira, 1 de julho de 2016

Equipa paranormal investiga prédio onde supostos religiosos foram sacrificados


Young disse ter captado uma voz no local. As investigações continuam (Foto: SWNS)

Moradores da região dizem que um grupo de sacerdotes foram mortos pelo proprietário, adepto do satanismo.

Mesmo que o movimento intelectual conhecido em toda a Europa como Iluminismo, tenha surgido no século XVIII com o objetivo de sobrepor a razão sobre a superstição, ainda hoje, a crença em espíritos e em lugares mal-assombrados insiste em ‘povoar’ o imaginário coletivo.

Embora grande parte da população desconheça o fato de os iluministas terem sido os responsáveis pelo incentivo à criação de novas escolas e universidades, as pessoas continuam a acreditar na existência de entidades malignas, da mesma forma como os indivíduos da Idade das Trevas.

Dessa vez, o proprietário de uma casa de repouso, chamada Stacklands, abandonada em West Kingsdown, um vilarejo situado no distrito de Kent (Inglaterra), contatou uma equipe de investigação paranormal conhecida como Ghostech. O grupo recebeu a missão de expulsar os fantasmas do local. O edifício será derrubado após 11 anos fechado.

De acordo com informações do jornal "Daily Mirror", nesta quinta-feira (30), entre as várias histórias fantasmagóricas sobre a Stacklands , o suposto sacrifício de vários sacerdotes mortos pelo dono do local, convertido ao satanismo, 80 anos atrás, foi a que mais se destacou. 

Segundo o líder dos investigadores, Jeff Young, 52 anos, eventos sobrenaturais foram captados pela equipe. “Nós fomos lá durante o dia, e quando montamos nossas câmeras, ela pegou a voz de uma mulher dizendo que vinha acontecendo culto ao demônio no local, e havia orbs (esferas luminosas) ao redor dos meus pés”, revelou, ao acrescentar o fato deles terem achado algumas orações que eram recitadas no ambiente.

Conforme o jornal, os ‘ghostbusters’ da vida real são famosos por empenhar muito dinheiro em equipamentos de última tecnologia, para detectar entidades do além-túmulo.

O grupo formado em 2011 com o objetivo de explorar os lugares mais mal-assombrados do Reino Unido, informou que procura manter o equilíbrio racional, antes de atestar as atividades paranormais. “Nós vamos para os locais que nunca foram investigados antes, para ver se tudo isso é realmente verdade”, comentou o chefe dos ‘caça-fantasmas’.

Para Jeff, o fato de não trabalharem em emissoras de TV, possibilita que os acontecimentos sejam analisados como realmente são, sem a necessidade de criar situações paranormais, no intuito de atrair a atenção do telespectador. “Nós não estamos apoiados por qualquer emissora de TV. Não vamos tentar fazer as coisas mais excitantes do que são”, comentou.

Nas próximas semanas, o Ghostech realizará uma investigação noturna em Stacklands. O proprietário pretende construir residências após o prédio ser demolido.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...