terça-feira, 29 de dezembro de 2015

As histórias reais de crianças que foram criadas por animais


Fotograma do filme de Gerardo Olivares 'Entrelobos'. WANDA VISION

As crianças que aprenderam a sobreviver sem contacto humano, graças ao cuidado de animais, são protagonistas de grandes obras da literatura, mas também de incríveis casos reais. 

Um deles é o menino-orangotango. Com aproximadamente 7 anos, ele passou a viver como um primata nas florestas da Malásia, subindo em árvores e conseguindo seu próprio alimento. 

Sem falar, ele aprendeu a relacionar-se com os orangotangos, os quais, considerando-o como parte de seu grupo, protegeram-no quando ele foi encontrado pelo exército. Para capturar o menino, os militares tiveram que enfrentar seus enormes familiares, chegando a disparar dardos tranquilizantes em vários deles. 

Num deserto na Síria, na década de 50, foi encontrada uma criança com características muito particulares. Seus músculos impressionantes não correspondiam aos de um ser humano de sua idade, e, correndo, ela chegava a alcançar 50 km/h. 

Parece a história de um super-herói, mas, na verdade, era um menino que vivia entre gazelas. Depois da sua difícil captura, ele foi hospitalizado, mas acabou fugindo sem deixar rasto.

O caso de Natasha Mikhailova não é passado na selva, na floresta nem no deserto, mas no sótão de sua própria casa. Lá, ela foi trancada por seus pais, que não queriam saber dela. 

Porém, Natasha não estava sozinha: era acompanhada por alguns cães, que se tornaram sua família. Quando foi encontrada em 2009, os especialistas se surpreenderam ao ver a pequena de 5 anos andando de quatro, latindo e bebendo com a língua. 

fonte: History