domingo, 21 de fevereiro de 2016

Surto de raiva confundido com feitiçaria deixa 12 crianças mortas no Peru


Ao menos 12 crianças morreram de raiva após serem atacadas por morcegos no interior do Peru entre o meio do ano passado e o mês passado. Apesar do tamanho do problema, ele só foi descoberto em fevereiro pois os moradores acreditavam que as mortes eram obra de feitiçaria.

Os casos ocorreram na região de Loreto, na Amazónia peruana, a mais de 1 mil km da capital Lima. As crianças tinham entre 8 a 15 anos de idade e morreram entre setembro do ano passado e fevereiro deste ano.

O surto de raiva chegou a colocar comunidades indígenas em risco. “As crianças mortas eram da etnia Achuar. Todas foram mordidas por morcegos hematófogos, sugadores de sangue”, disseram as autoridades.

Segundo a imprensa local, as mortes ocorreram pois a comunidade suspeitava que elas estavam ligadas à feitiçaria. Caso fossem encaminhadas para hospitais da região, elas provavelmente teriam sobrevivido, de acordo com o governo peruano.

Anibal Velasquez, ministro da Saúde do Peru, disse que o governo declarou estado emergência na região até que o surto de raiva seja contido. As autoridades começaram uma campanha de vacinação contra a doença no começo de fevereiro na tentativa de imunizar todas as comunidades indígenas. 

fonte: Yahoo!