domingo, 21 de agosto de 2016

Polónia: caçadores de tesouros lançam busca por "comboio de ouro nazi"



(Arquivo) Especialistas procuram numa área onde um suposto "comboio de ouro nazi" teria sido escondido pelos alemães no final da Segunda Guerra Mundial, perto de Walbrzych, no sul da Polónia, no dia 10 de novembro de 2015

Caçadores de tesouros amadores polacos e alemães anunciaram na sexta-feira 12 o início de uma busca destinada a encontrar um suposto "comboio de ouro nazi" que teria sido escondido pelos alemães no final da Segunda Guerra Mundial perto de Walbrzych (sudoeste da Polónia).

A existência desse comoboio foi descartada em dezembro pelos especialistas da Academia de Minas da Cracóvia, que não excluíram, porém, a hipótese da existência de um túnel, reconhecendo anomalias do terreno.

Por isso, os caçadores de tesouros decidiram continuar com a sua busca. "Os trabalhos começaram (na sexta-feira) de manhã. Instalamos uma cerca e iniciamos a limpeza e o nivelamento do terreno", declarou à AFP seu porta-voz, Andrzej Gaik.

"Se o comoboio está lá, o encontraremos. Se encontramos o túnel, também será um sucesso. O comoboio pode estar escondido dentro", acrescentou.

Os caçadores querem escavar três fossos de cerca de 100 metros de comprimento e seis de profundidade. Cerca de 60 pessoas trabalham no local.

As escavações são realizadas com fundos próprios dos promotores da iniciativa e de patrocinadores privados, depois de terem obtido as autorizações oficiais.

O polaco Piotr Koper e o alemão Andreas Richter anunciaram sua descoberta em agosto de 2015, afirmando ter provas, graças a testes realizados com georradar.

Durante anos, as histórias sobre dois comboios nazis desaparecidos na primavera de 1945 na região de Walbrzych, supostamente contendo ouro e obras de arte, estimulou a imaginação de muitos caçadores de tesouros.

Eles baseiam sua confiança na existência comprovada de importantes túneis subterrâneos construídos pelos alemães na época nazi, incluindo aqueles ao redor do enorme castelo de Ksiaz (Fürstenstein), perto de Walbrzych.

fonte: Yahoo!