quarta-feira, 25 de abril de 2012

Papa abre inquérito a fugas de informação no Vaticano


Bento XVI estabeleceu uma comissão de inquérito para "fazer luz" sobre as fugas de informações confidenciais no Vaticano desde o início do ano.

"Na sequência da recente divulgação pela televisão, imprensa e outros media, de documentos protegidos pelo segredo profissional, o Papa ordenou a constituição de uma comissão de inquérito com autoridade para fazer luz sobre tais acontecimentos", indicou o Vaticano num comunicado.

Esta comissão, composta por três cardeais com idades superiores a 80 anos, já se reuniu a 24 de abril para "estabelecer o seu método e um calendário de trabalho".

A 16 de março, L'Osservatore Romano, diário oficial da Santa Sé, anunciara a criação desta comissão superior bem como a abertura de um inquéritoda secretaria de Estado a "todos os organismos da Santa Sé".

Documentos confidenciais contendo acusações de corrupção na gestão do Vaticano, na aplicação dos regulamentos anti-branqueamento da sua banca, no instituto para as obras da religião e sobre uma alegada conspiração contra o Papa que desde o início do ano já foram primeira página em vários jornais italianos.

fonte: DN

Sem comentários:

Publicar um comentário