sábado, 21 de julho de 2018

Mais de 5 mil pessoas querem beber "sumo" de sarcófago egípcio






Túmulo aberto dois mil anos no Egito

Túmulo de granito com dois mil anos foi encontrado em Alexandria.

A descoberta de um túmulo milenar, de granito preto, em Alexandria, no Egito está a despertar um desejo insólito em milhares de pessoas. 

O túmulo estava há cerca de dois mil anos protegido por uma camada de massa entre o tampo e o caixão de pedra. O sarcófago estava localizado a quase cinco metros de profundidade e media aproximadamente 1,85 metros de altura, 2,65 de comprimento e 1,65 de largura. 

Depois de aberto o túmulo, os arqueólogos encontraram água muito suja e três esqueletos humanos. De acordo com informações dadas pelo Ministério, a água, provavelmente oriunda de esgotos, terá apressado o processo de decomposição das múmias, deixando apenas os seus esqueletos. 

Agora, mais de 5,800 pessoas manifestaram a vontade de beber o líquido do sarcófago. 

Um homem, Innes McKendrick, criou uma petição online para que "o rei dos esqueletos" permita que o líquido presente no sarcófago pudesse ser ingerido. Alegadamente, Innes acredita que a "bebida" devia ser transformada num sumo energético gaseificado pois assim quem beber o líquido adquirirá os seus poderes e poderá "finalmente morrer". 

A ideia fez com quem milhares assinassem a petição. 

Em entrevista ao jornal Metro, Inees explica: "Acredito profundamente que, consumindo o sumo de esqueleto na forma de uma bebida energética com alto teor de cafeína, ainda podemos ter a oportunidade de entrar em uma era de interminável escuridão e desespero". 

A petição tem como meta chegar a 7500 assinantes.


Sem comentários:

Publicar um comentário