sexta-feira, 27 de abril de 2018

Novas espécies de morcegos descobertas em Moçambique


A descoberta foi publicada no "Zoological Journal of the Linnean Society" por um grupo liderado por academias da África do Sul

O mamífero, batizado com o nome científico Rhinolophus gorongosae.​​​​​, "parece ocorrer apenas no Parque Nacional da Gorongosa e no Monte Mecula, nas proximidades", anunciou a direção da área natural, em comunicado.

O estudo recorre a técnicas genéticas e morfológicas para demonstrar tratar-se de uma espécie diferente das populações vizinhas, possuindo "uma massa de apenas cinco gramas" e tornando-se assim "no menor morcego-de-ferradura de África", acrescenta o parque.

O artigo identificou ainda duas novas espécies de morcego (Rhinolophus rhodesiae e Rhinolophus lobatus) no norte de Moçambique e noutras partes da África Austral, conclui.

O estudo eleva a contagem de espécies de morcegos em Moçambique para 71, dos quais 45 habitam no Parque da Gorongosa, onde nos últimos anos tem havido uma restauração da vida selvagem.






Um novo estudo recém publicado no “Zoological Journal of the Linnean Society” descreveu uma nova espécie de morcego na África Austral, denominado Rhinolophus gorongosae e que parece ocorrer apenas no Parque Nacional da Gorongosa e possivelmente também no Monte Mecula nas proximidades. Usando técnicas genéticas e morfológicas, R. gorongosae foi considerado distinto das populações vizinhas de morcegos-de-ferradura. Com uma massa de apenas 5 g, este “anão” torna-se no menor morcego-de-ferradura da África.

Depois de devastado pela guerra civil, uma parceria público-privada entre o Governo de Moçambique e a Fundação Carr foi estabelecida em 2008 para a gestão conjunta do parque.

A fundação é uma organização sem fins lucrativos dos EUA.

Em 2016, o Governo de Moçambique aprovou a prorrogação da parceria por mais 25 anos.