terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Português acha réptil primitivo na Gronelândia



Paleontólogo Octávio Mateus foi o único português a integrar a expedição

O paleontólogo português Octávio Mateus integra a equipa de investigadores internacionais que descobriram fósseis de plesiossauro, um dos primeiros répteis marinhos a desenvolver-se no Atlântico há 200 milhões de anos. O avanço, que resultou de várias escavações na Gronelândia, foi revelado e validado num congresso científico em dezembro. 

"Em camadas um pouco mais acima, portanto mais recentes, do Jurássico Inferior, encontrámos três ossinhos [vértebras e costelas] que são de um plesiossauro, que é um animal marinho, logo é um dos primeiros vertebrados marinhos ligados à abertura do Atlântico" no início da separação dos continentes europeu e norte-americano, explicou o professor da Universidade Nova de Lisboa e investigador do Museu da Lourinhã. 

No entanto, pela falta de material fóssil, os cientistas não conseguiram identificar o género e a espécie de plesiossauro, mas a descoberta abre novas portas. "Todo aquele território está por explorar. É uma oportunidade para os paleontólogos descobrirem material novo", disse Octávio Mateus, que já em 2012 tinha integrado uma expedição à Gronelândia.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...