domingo, 12 de março de 2017

Misterioso dólmen da Idade do Bronze descoberto em Israel


Arqueólogos israelenses descobriram um misterioso dólmen da Idade do Bronze nas colinas da Galileia, norte de Israel, anunciou a Autoridade Nacional de Antiguidades.

O dólmen, descoberto perto do kibutz Shamir, na Alta Galileia, é único por suas dimensões e por seus detalhes artísticos, afirma o comunicado.

Os dólmens são construções funerárias constituídas por uma grande lousa de pedra que repousa sobre pilares do mesmo material.

"Trata-se da primeira presença artística descoberta em um dólmen no Oriente Médio", afirmou o arqueólogo Uri Berger.

Indagado pela AFP, o professor Gonen Sharon, arqueólogo do Colégio Tel Hai, envolvido nas escavações, disse que se tratava de um túmulo onde foram encontrados ossos humanos.

No dólmen, que tem 4.000 anos de idade, foram encontrados vários símbolos gravados, apesar de ainda não decifrados.

"Difícil decifrar o significado. Podem ser arcos, pássaros ou almas voando para o céu", acrescentou.

A pedra utilizada para cobrir dólmen pesa 50 toneladas. "Não temos nem ideia de como puderam levantar uma massa tão grande ao construir o monumento", admitiu Gonen.

A câmara que se encontra no interior do monumento mede 2x3 metros. "Estas dimensões provam que o prédio não foi erguido por uma tribo nômade, e sim por uma sociedade com capacidade de mobilizar energia e tecnologia para realizá-lo", explicou.

"Mas a cultura do povo que construiu esse dólmen constitui um dos grandes mistérios arqueológicos de Israel", acrescentou a Autoridade de Antiguidades.

fonte: Yahoo!